Busy. Please wait.
or

show password
Forgot Password?

Don't have an account?  Sign up 
or

Username is available taken
show password

why


Make sure to remember your password. If you forget it there is no way for StudyStack to send you a reset link. You would need to create a new account.
We do not share your email address with others. It is only used to allow you to reset your password. For details read our Privacy Policy and Terms of Service.


Already a StudyStack user? Log In

Reset Password
Enter the associated with your account, and we'll email you a link to reset your password.

Remove ads
Don't know
Know
remaining cards
Save
0:01
To flip the current card, click it or press the Spacebar key.  To move the current card to one of the three colored boxes, click on the box.  You may also press the UP ARROW key to move the card to the "Know" box, the DOWN ARROW key to move the card to the "Don't know" box, or the RIGHT ARROW key to move the card to the Remaining box.  You may also click on the card displayed in any of the three boxes to bring that card back to the center.

Pass complete!

"Know" box contains:
Time elapsed:
Retries:
restart all cards




share
Embed Code - If you would like this activity on your web page, copy the script below and paste it into your web page.

  Normal Size     Small Size show me how

Banco de Dados

Modelagem de Dados

TermDefinition
TIPO DE ENTIDADE Um conjunto de entidades (pessoas, lugares, eventos ou coisas) de interesse representado por um retângulo em um diagrama entidade–relacionamento.
ATRIBUTO Uma propriedade de um tipo de entidade ou relacionamento. Cada ___ tem um tipo de dado definindo o tipo de valores e operações permitidas no ___.
RELACIONAMENTO Uma associação nomeada entre tipos de entidade. Um ___ representa uma associação de mão dupla ou bidirecional entre entidades. A maioria dos ___ envolve dois tipos distintos de entidade.
CARDINALIDADE Uma restrição sobre o número de entidades participantes em um relacionamento. Em um DER, as __ mínima e máxima são especificadas para ambas as direções de um relacionamento
DEPENDENCIA DE EXISTENCIA Uma entidade que não pode existir a menos que outra entidade relacionada exista. Um relacionamento obrigatorio.
ENTIDADE FRACA Um tipo de entidade que toma emprestada toda ou parte de sua chave primária de outro tipo de entidade. Relacionamentos identificadores indicam os tipos de entidade que fornecem componentes da chave primária emprestada.
DEPENDENCIA DE IDENTIFICADOR Ocorre porque algumas entidades estão fortemente associadas a outras entidades.
AUTO-RELACIONAMENTO Um relacionamento que envolve o mesmo tipo de entidade. Representam as associações entre membros do mesmo conjunto.
RELACIONAMENTO TERNÁRIO Um relacionamento n-ário que envolve três tipos de entidades.
TIPO DE ENTIDADE ASSOCIATIVA Uma entidade fraca que depende de dois ou mais tipos de entidades para sua chave primária.
EQUIVALÊNCIA DE RELACIONAMENTO Um relacionamento M-N pode ser substituído por um tipo de entidade associativa e dois relacionamentos identificadores 1-M. Na maioria dos casos, a escolha entre um relacionamento M-N e o tipo de entidade associativa é uma preferência pessoa.
HIERARQUIA DE GENERALIZAÇÃO Uma coleção de tipos de entidades organizados em uma estrutura hierárquica para mostrar semelhança nos atributos. Cada subtipo ou tipo de entidade filha representa um subconjunto de seu supertipo ou tipo de entidade pai.
HERANÇA Uma funcionalidade de modelagem de dados que provê suporte ao compartilhamento de atributos entre um supertipo e um subtipo. Os subtipos herdam os atributos de seus supertipos.
REGRA DA CHAVE PRIMÁRIA Todos os tipos de entidade têm uma chave primária (direta, emprestada ou herdada)
REGRA DO NOME Todos os tipos de entidade, relacionamentos e atributos têm um nome
REGRA DA CARDINALIDADE É dada uma cardinalidade para os dois tipos de entidade em um relacionamento
REGRA DA PARTICIPAÇÃO DA ENTIDADE Todos os tipos de entidade exceto aqueles em um hierarquia de generalização que participam em pelo menos um relacionamento.
REGRA DA PARTICIPAÇÃO DA HIERARQUIA DE GENERALIZAÇÃO Cada hierarquia de generalização participa em pelo menos um relacionamento com um tipo de entidade que não está na hierarquia de generalização.
REGRA DO NOME DA ENTIDADE Os nomes dos tipos de entidade são únicos
REGRA DO NOME DO ATRIBUTO Os nomes dos atributos são unicos dentro dos tipos de entidade e relacionamentos.
REGRA DO NOME DE ATRIBUTO HERDADO Os nomes de atributo em um subtipo não correspondem aos nomes de atributos herdados (diretos ou indiretos).
REGRA DE CONEXÃO DE RELACIONAMENTO/TIPO DE ENTIDADE Todos os relacionamentos ligam dois tipo de entidade (não necessariamente distintos).
REGRA DE CONEXÃO RELACIONAMENTO/RELACIONAMENTO Os relacionamentos não ligam a outros relacionamentos.
REGRA DA ENTIDADE FRACA Entidades fracas têm pelo menos um relacionamento identificador.
REGRA DO RELACIONAMENTO IDENTIFICADOR Para cada relacionamento identificador, pelo menos um tipo de entidade participante deve ser fraco.
REGRA DE CARDINALIDADE DA DEPENDÊNCIA DE IDENTIFICADOR Para cada relacionamento identificador, as cardinalidades mínima e máxima devem ser 1 na direção da filha (entidade fraca) para o tipo de entidade pai.
REGRA DA CHAVE ESTRANGEIRA REDUNDANTE Chaves estrangeiras redundantes não são usadas.
IDENTIFICAÇÃO DO TIPO DE ENTIDADE Procure substantivos utilizados como sujeito ou objetos, juntamente com detalhes adicionais em outras sentenças.
DETERMINAÇÃO DA CHAVE PRIMÁRIA Procure atributos estáveis e com uma única finalidade. A narrativa deve indicar unicidade.
DESCOBERTA DE RELACIONAMENTOS (DIRETO OU INDIRETO) Procure verbos que ligam substantivos identificados como tipos de entidades.
DETERMINAÇÃO DA CARDINALIDADE (MÁXIMA) Procure a designação singular ou plural dos substantivos nas sentenças que indicam relacionamento.
DETERMINAÇÃO DA CARDINALIDADE (MÍNIMA) Procure o sentido opcional ou exigido nas sentenças. Estabeleça exigido como padrão se a definição do problema não indica a ______
SIMPLIFICAÇÃO DO RELACIONAMENTO Procure tipos de entidades centrais como substantivos utilizados em várias sentenças ligadas a outros substantivos identificados como tipos de entidades.
ATRIBUTO PARA TIPO DE ENTIDADE Substitui um atributo por um tipo de entidade e um relacionamento 1-M
DIVISÃO DE UM ATRIBUTO COMPOSTO Substitui um atributo por um conjunto de atributos
EXPANSÃO DE TIPO DE ENTIDADE Acrescenta um novo tipo de entidade e um relacionamento 1-M
ENTIDADE FRACA PARA ENTIDADE FORTE Remove símbolos de identificador de dependência e possivelmente acrescenta uma chave primária.
REGRA DO TIPO DE ENTIDADE Cada tipo de entidade (exceto os subtipos) torna-se uma tabela. A chave primária do tipo de entidade (se não for fraca) torna-se a chave primária da tabela. Os atributos do tipo de entidade tornam-se colunas na tabela.
REGRA DO RELACIONAMENTO 1-M Cada relacionamento 1-M torna-se uma chave estrangeira na tabela correspondente ao tipo de entidade filho (o tipo de entidade próximo ao símbolo do "Pé de Galinha"). Se a cardinalidade minima no lado do pai do relacionamento é um, a chave é não nula.
REGRA DO RELACIONAMENTO M-N Cada relacionamento M-N torna-se uma tabela separada. A chave primária da tabela é uma chave combinada consistindo nas chaves primárias dos tipos de entidades que participam do relacionamento M-N
Created by: paulokinjo